segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Naquela Noite de Domingo


Arte de: Egon Schiele



Lorenzo Ganzo Galarça

Eu acordava
E você ainda dormia
Eu te beijava
a cintura
as pernas
os pés

Eu levantava
E você me agarrava com o olhar
Eu desejava ficar
sonhava
imaginava
interpretava

Eu amarrava os tênis
E você me abraçava
o cabelo
os ombros
o peito

Eu caminhava até a porta
E você transbordava luminosidade.

Você ia me buscar entre o quarto e o infinito
E eu não pensava em outro mundo
os quadros
os lençóis
os livros

Você me beijava com força
E eu nunca quis ser tão dedicado
aos teus olhos
ao teu corpo
ao teu sorriso

Você me carregava até a cama
E eu me afogava no desejo
no grito
no sexo
no gozo

Você sorria com o cabelo caindo sobre o rosto
E eu invejava a eternidade pela janela.

2 comentários:

Maurício Levy disse...

sensacional
íncrivel
humano

simone gallego disse...

Caraca!
Esse me trouxe lágrimas!