segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Sobre nós


Arte de: Sigmar Polke

Lorenzo Ganzo Galarça


E sobre essa mesa
Repousa um pouco de mim
Que sente saudade,
medo (talvez)
E que ser humano.

E sobre mim (agora)
Repousa a tua imagem
Colorida de loucura,
Sede
E que me deseja.

E sobre essa noite
Repousa uma cigarra
Que desconhece a vida,
Os amores
E a Deus.

E sobre tudo isso
No mais alto do escuro
Um carrosel baila com as chamas
E incendeia nossos sonhos.

sábado, 9 de janeiro de 2010

Do Rápido Encontro


Arte de: Carolina Marostica

Lorenzo Ganzo Galarça



E por um breve instante dissoluto
quisera eu ter toda a fome do mundo.

Por um vadio e mísero segundo
desejei com vontade o choro dos pássaros.

O tempo voa mais que a vida.
Não sou homem de passos largos.
Aprendi a viver dentro das tuas pegadas.

O rastro é mais fiel que a trilha.

Colho-me dos galhos e abotoou as mãos.
Dobro-me como embrulho e desafio tua curiosidade.

A migalha é mais exigente
que o almoço.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Naquela Noite de Domingo


Arte de: Egon Schiele



Lorenzo Ganzo Galarça

Eu acordava
E você ainda dormia
Eu te beijava
a cintura
as pernas
os pés

Eu levantava
E você me agarrava com o olhar
Eu desejava ficar
sonhava
imaginava
interpretava

Eu amarrava os tênis
E você me abraçava
o cabelo
os ombros
o peito

Eu caminhava até a porta
E você transbordava luminosidade.

Você ia me buscar entre o quarto e o infinito
E eu não pensava em outro mundo
os quadros
os lençóis
os livros

Você me beijava com força
E eu nunca quis ser tão dedicado
aos teus olhos
ao teu corpo
ao teu sorriso

Você me carregava até a cama
E eu me afogava no desejo
no grito
no sexo
no gozo

Você sorria com o cabelo caindo sobre o rosto
E eu invejava a eternidade pela janela.