quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Torna-te atento




Lorenzo Ganzo Galarça

Adormeci durante teu discurso.
Vieste com o material pronto.
Palavras equilibrando-se na língua.

Disparas o verbo sem a piedade do tom.
Exilaste a consciência do ato.
Tuas ações são solitárias.

Por que falas da boca pra fora,
Quando deverias consumir-te
Nos próprios pensamentos?

Pré-aqueça a palavra.
Tempere a gosto a construção.
Somos todos artistas dos nossos desejos.

Não tenho compromisso
Com tua falta de cuidado.
Aliás, a dispenso.

A fisionomia abandona a mentira.
O que a mente transpõem,
O corpo cicatriza.

Torna-te atento,
Ou a carne fará de ti
Mero complemento.

3 comentários:

Wania disse...

Lorenzo!
Você sim, pré-aquece as palavras, tempera e nos serve este fino banquete sempre que venho aqui!

Gosto muuuuuito de te ler!
Bjão carinhoso.

Lucho disse...

Wania querida, tua homenagem é um abraço para os braços.

Muito muito obrigado por ser verdadeira!!

mari_mays disse...

Acho que me encontro em tudo o que escreves, grande amigo.