sábado, 6 de junho de 2009

A Poesia


Arte de: Robert Rauschenberg
Lorenzo Ganzo Galarça

Minha poesia não é mais abrangente
Do que uma velha caixa de sapatos.

Minhas lembranças cabem na palma da mão
E dentro da boca.

Poesia não é arte,
É necessidade fisiológica.

Escrevo como se gritasse.
O grito não é libertação, é um pedido de passagem
Para os mais obscuros interiores do corpo.

Alimento-me mais de mim mesmo
Do que jamais poderei comer neste mundo.

Conhece-se primeiro a casa
Antes de abrir a porta da frente.

Um comentário:

Gilia GerlinG disse...

Lorenzo!
EXCELENTE "A Poesia"
Aliás, todas que já li são tocantes, sensíveis e profundas. Que talento!
Não deixe de escrever nunca.
Eu sei que a palavra NUNCA é muito pesada, mas ela existe e é preciso pensar nela. Você disse bem: " A poesia não é arte. A poesia é necessidade fisiológica." Logo, ela é vital!!!
Grande abraço e voltarei muitas vezes aqui.
Gilia GerlinG