terça-feira, 5 de maio de 2009

Minha Segunda Primeira Carta



Arte de: Juan Miró

Lorenzo Ganzo Galarça

Te esperei em cada olhar.
Amanheci com o sereno do prado
Criando verdadeiros lagos em tuas pálpebras.

Te esperei, minha doce amiga.
Esperei que teu Amor abandonasse o meu.
Sem nenhuma esperança no passado,

Hoje te digo:

- Foi preciso.

Somente assim, sozinhos nós dois,
Poderemos voltar a habitar um o corpo do outro.
Nutridos com a delicadeza do descompromisso.

Foi necessário o esquecimento para poder viver-te novamente.
A presença é a consequência da ausência.

Im(perceptível)


Arte de: Edward Hopper

Lorenzo Ganzo Galarça

Amanheci à procura
do teu rosto.

Esqueci-me de que havias
partido à noite.

Tua presença permanece,
mesmo após a despedida.

O desejo ultrapasou correndo
os limites da lembrança.