domingo, 8 de fevereiro de 2009

Deixa o verão.


Arte de: Eliane Guedes

Lorenzo Ganzo Galarça

Tu estás longe.
Não estranho que a poesia não me bata à porta.
Verão é época de se Amar, e não de falar de Amor.

As palavras estão mudas.
Meus braços são cordas abafadas.
Nem o violão me ilude com suas curvas.

O mar engoliu a ponta dos dedos.

Nenhum comentário: