quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Tom de voz


Imagem: Deviantart.com

Me desculpe, por favor, se fui grosseiro.
Não pude manter a compostura.
Minha fala, infelizmente,
É um tanto corcunda.

Meu amigo, por favor, não me peça a verdade
Se não tens coragem
De aceitar meu tom de voz.
Ele é meu meio de transporte.

Talvez, com alguma sorte,
Mais tarde, poderemos
Falar assim, baixinho,
Quando, enfim, não formos mais os mesmos

Dos que deixamos pelo caminho.


Lorenzo Ganzo Galarça


Um comentário:

Cínthya Verri disse...

Aaaaaaaaah
Seu liiiiiiiiiiiindo!
(o Carpinejar me telefonou com o assunto da camiseta, amei teu comentário lá na página dele)