terça-feira, 26 de agosto de 2008

Carteiro Viajante

Lúcido.
Transmuto-me em mim.
Lúdico.
Dos risos dos que deixaram.

Imerso em tudo.
Na ponta dos pés, ao fundo.
Do passado e do presente.

Um resto de lembrança.
Uma foto antiga
Bóio as margens da vida.

Chegando a praia
Como quem chega tipo viajante.
Sem bússola, sem nada.
E sempre acaba voltando.


Lorenzo Ganzo Galarça

Um comentário:

Cínthya Verri disse...

oi maravilhoso
amo você