segunda-feira, 14 de abril de 2008

Árvore nua

Árvore nua.
Despida de pudor.
Suas raras e poucas folhas
colorem, de um sincero verde,
o cenário castanho de uma gélida manhã de outono.

Lorenzo G.G.

Nenhum comentário: